Seja bem-vindo ao Chris Evans Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre o ator Chris Evans. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu abaixo e divirta-se com todo o nosso conteúdo.
03.12.2021

Ana de Armas substituirá Scarlett Johansson em ‘Ghosted’.

post por: Laly Fiúza

Em agosto de 2021 foi anunciado o mais novo projeto de Chris Evans, ‘Ghosted’, o qual será produzido e estrelado por Evans para a plataforma Apple TV+. Chris já trabalhou com a plataforma na minissérie Defending Jacob (Em Defesa de Jacob) em 2020, onde também foi produtor executivo.

 

Até então, sua parceira de cena seria Scarlett Johansson, contudo devido a conflitos de agenda da atriz, Scarllet não fará mais parte do filme e Ana de Armas ira substituí-la, além de entrar também como produtora executiva do filme.

 

Esta será a terceira parceria de Chris Evans com Ana de Armas, tendo trabalhado juntos anteriormente nos filmes Knives Out (Entre Facas e Segredos) em 2019 e The Gray Man (ainda sem data de estreia).

 

A mudança de elenco deu-se devido ao fato de que a intenção seria de iniciar a produção do filme até Fevereiro de 2022, e as datas não funcionavam para a agenda de Johansson.

 

Descrito como um filme de ação e aventura romântica de alto conceito, Ghosted foi vendido para a companhia de produção Skydance Media que será distribuído pela plataforma de streaming Apple TV+ e será dirigido por Dexter Fletcher, mesmo diretor de Rocketman e produtor de Bohemian Rhapsody. O roteiro será escrito por Rhett Reese e Paul Wernick, também responsáveis pelo roteiro de Deadpool. Além de Chris Evans, o filme conta com os produtores Dana Goldberg, Don Granger e Jules Daly além de Ana de Armas entrando agora como produtora executiva.

 

Você encontra a matéria original sobre o anúncio do projeto AQUI.

 

 

 

Fonte | Tradução e adaptação: Laly Fiúza – Equipe CEBR

27.10.2021

Angus MacLane, diretor de ‘Lightyear’, fala sobre a escolha de Chris Evans para o papel e seu envolvimento na produção do filme.

post por: Laly Fiúza

Angus MacLane, diretor do filme Lightyear, forneceu duas entrevistas aos veículos de imprensa internacionais Collider e Fandango respectivamente, onde deu detalhes sobre a escolha de Chris Evans para o papel de Buzz Lightyear e o envolvimento dele na produção do filme.

 

Abaixo vocês conferem os trechos traduzidos de cada entrevista:

COLLIDER: Por que Chris Evans? O que o tornou a pessoa certa para dar voz a esse personagem?

 

MacLANE: Eu queria que o filme tivesse uma gravidade e uma seriedade, mas também um ator que pudesse trazer a comédia com essa seriedade. Ele foi realmente a primeira e única escolha. Eu não tinha um número dois. Ficou muito claro desde o início. Era como, “Se você fosse fazer um filme de ficção científica legítimo sobre Buzz Lightyear, quem você escolheria? Bem, Chris Evans. ” Você precisa de alguém que tenha esse poder de estrela. Se tivesse que ser live-action, quem faria? Ele pode fazer as duas coisas. Embora aquele queixo ficaria tão estranho em live-action. Você nunca poderia contornar isso. Mas ele foi a primeira escolha e ele tem sido um parceiro incrível. Ele pegou totalmente o material de imediato e sentiu o senso de responsabilidade para descobrir a tradução para o personagem neste contexto maior de filme de ficção científica e realmente entregá-lo. Ele tem sido um parceiro criativo maravilhoso em todo o processo.

 

FANDANGO: Quando Chris Evans entrou no projeto?

 

MacLANE: Muito cedo. Ele foi a primeira escolha, assim que soubemos que iríamos fazer isso. E ele apareceu, dirigiu até a Pixar. E nós saímos por um dia e apresentamos o filme para ele. E ele ficou emocionado. Ele realmente ficou. Ele entendeu totalmente o que estávamos procurando. Ele tem feito parte do processo de afiar aquela voz e reconhecer a reverência ao que poderia ser, e o que o personagem deveria ser, e levar isso a sério, e encontrar a comédia no personagem, e não em zombaria. Mas por causa de sua gravidade e poder de estrela, por causa de quem ele é como artista, ele sabe como carregar aquele herói clássico do cinema. Mas ao mesmo tempo, ele saberá como subvertê-lo e zombar dele ao mesmo tempo, de uma forma muito sábia. Não é uma subtração do personagem.

 

Tem sido uma experiência maravilhosa. Ele é uma alegria. E ele é um fã de animação. Ele já considerou ser um animador, então ele estava realmente interessado no processo. Você nem sempre tem isso. Realmente ajudou a mostrar a ele a sequência em storyboards, e ele dizia: “Entendi.” Ele poderia simplesmente fazer aquilo. Principalmente cenas de ação. Ele é tão bom. Não posso dizer coisas boas o suficiente sobre Chris Evans. Estou tão feliz que ele disse sim.

 

Tradução: Amanda Cerdeira – Equipe CEBR

Adaptação: Laly Fiúza – Equipe CEBR

27.10.2021

Primeiro teaser trailer de ´Lightyear’, novas imagens oficiais e mais.

post por: Laly Fiúza

No dia 27 de Outubro de 2021 foi divulgado o primeiro teaser trailer do filme Lightyear no qual Chris Evans dará voz ao patrulheiro espacial Buzz Lightyear.

 

Além do teaser, A Disney/Pixar também divulgou um novo pôster e still do filme.

 

Abaixo vocês conferem o teaser, as imagens oficias divulgadas e o trecho de um comunicado de Chris Evans para a IndieWire onde ele comenta sobre esse novo trabalho que tem sido um sonho há anos.

 

Teaser trailer:

 

Imagens Oficiais divulgadas:

LIGHTYEAR (2022) > FOTOS OFICIAIS > STILLS

002~5.jpg002~5.jpg002~5.jpg002~5.jpg

LIGHTYEAR (2022) > FOTOS OFICIAIS > PÔSTERS

002~7.jpg002~7.jpg003~5.jpg003~5.jpg

 

Screencaps do trailer:

LIGHTYEAR (2022) > SCREENCAPS > TEASER TRAILER #1

043~0.jpg088.jpg120.jpg151.jpg

 

Trecho traduzido do comunicado de Chris Evans para a IndieWire:

“A frase ‘um sonho que se tornou realidade’ é muito usada, mas nunca a quis dizer tanto na minha vida”, disse Evans em um comunicado que acompanha o lançamento do primeiro trailer. “Quem me conhece sabe que o meu amor por filmes de animação é profundo. Não posso acreditar que faço parte da família Pixar e trabalho com esses artistas verdadeiramente brilhantes que contam histórias como ninguém. Assisti-los trabalhar é nada menos que mágica. Eu me belisco todos os dias.”

 

Abaixo vocês conferem os tweets de Chris Evans na sua conta oficial comentando o lançamento do primeiro teaser trailer de Lightyear.

 

Tradução e adaptação: Laly Fiúza – Equipe CEBR

30.08.2021

Chris Evans produzirá novo projeto para Apple TV+ e atuará ao lado de Scarlett Johansson

post por: Laly Fiúza

Na noite do dia 29 de Agosto foi divulgado pelos veículos de mídia internacional que Chris Evans e Scarlett Johansson irão trabalhar juntos novamente em uma nova produção para a plataforma de streaming Apple TV+.

 

Chris já trabalhou com a plataforma na minissérie Defending Jacob (Em Defesa de Jacob) em 2020, onde também foi produtor executivo.

 

Este novo filme – intitulado ‘Ghosted’ – foi descrito como um romance de ação e aventura e será dirigido por Dexter Fletcher, mesmo diretor de Rocketman e produtor de Bohemian Rhapsody. O roteiro será escrito por Rhett Reese e Paul Wernick, também responsáveis pelo roteiro de Deadpool.

 

Chris Evans irá produzir o projeto juntamente com Rhett Reese, Paul Wernick, entre outros.

 

Detalhes sobre o filme estão sendo mantidos em segredo até o momento, porém, o projeto foi descrito como uma aventura de ação romântica de alto conceito nas veias do estilo aventureiro do filme Romancing the Stone de 1984.

 

Não foi divulgado o custo do projeto, mas certamente será caro, uma vez que também faz parte do plano agressivo da Apple para atrair os melhores talentos para sua crescente divisão de recursos.

 

 

Fonte | Tradução e Adaptação: Laly Fiúza – Equipe CEBR

 

16.08.2021

‘A Starting Point’ terá uma série de debates do dia 31 de Agosto a 5 de Outubro.

post por: Laly Fiúza

O site de engajamento cívico criado por Chris Evans, Mark Kassen e Joe Kiani, ‘A Starting Point’, conduzirá 6 dias de debates com foco no passado, presente e futuro da política norte-americana em uma vídeo-serie de seis partes intitulada ‘Influence and Power in the Middle East’ (Influência e Poder no Oriente Médio). A vídeo-serie será conduzida pelo congressista e ex-funcionário da CIA, Will Hurd.

 

Hurd conduzirá conversas exclusivas com vários dos mais influentes formuladores de política externa das últimas quatro administrações, incluindo o ex-embaixador da ONU John Bolton, o Secretário de Defesa Leon Panetta, o Secretário de Estado Mike Pompeo, o ex-embaixador da Arábia Saudita Joseph Westphal, a ex-embaixadora do Iêmen Barbara Bodine, entre outros.

 

Estreando no dia 30 de Agosto, a vídeo-serie conectará os principais temas norte-americanos, história, cultura e influência que molda as relações estratégicas norte-americana e o envolvimento militar no Oriente Médio. A série também destaca as gerações de pessoas que sofreram o impacto de décadas de guerra e instabilidade.

 

OBSERVAÇÃO: este projeto se trata de um conjunto de vídeos onde os respectivos convidados participarão de conversas/debates sobre os temas listados. Esta NÃO é uma série e TV, minissérie ou documentário produzido pelo Chris Evans. Serão 6 vídeos dessas conversas/debates que serão postados no site do ASP durante o período de 6 dias não consecutivos. Ressaltamos que em nenhum momento foi confirmada a partição do Chris nesses debates, apenas os convidados listados abaixo foram confirmados.

 

Abaixo vocês encontram a programação completa da vídeo-série:

 

31 de Agosto: Yemen, O Olho da Tempestade
Apresentando: Embaixadora Barbara Bodine e Conselheiro de Segurança Nacional Stephen Hadley

 

7 de Setembro: Arábia Saudita, Reino de Influência
Apresentando: General Keith Kellogg e Embaixador Joseph Westphal

 

14 de Stembro: Iran, Da Pérsia Até o Presente
Apresentando: Embaixador John Bolton e Secretário de Defesa Leon Panetta

 

21 de Stembro: Syria, Estrada para Damasco
Apresentando: Rep. Ileana Ros-Lehtinen e General Wesley Clark

 

28 de Stembro: Palestina, Um Povo Dividido
Apresentando: Vice-Presidente do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais Dr. Jon Alterman e o Presidente do Conselho de Relações Exteriores Dr. Richard Haass

 

5 de Outubro: Israel, A Terra Santa
Apresentando: Embaixador Gerald Feierstein e Secretário de Estado Mike Pompeo

 

A série de vídeos estará disponível exclusivamente no site www.astartingpoint.com

 

Fonte

Tradução e Adaptação: Laly Fiúza – Equipe CEBR

09.06.2021

Newsweek: Entrevista com Chris Evans e Mark Kassen

post por: Laly Fiúza

Abaixo vocês conferem a entrevista completa traduzida da matéria de Junho da Newsweek com Chris Evans e Mark Kassen.

 

 

Chris Evans e Mark Kassen sobre Confiança, Jovens Eleitores e Evitando ‘Entrevistas com Pessoas Famosas’ por David H. Freedman

 

Chris Evans é mais conhecido por interpretar o Capitão América, que se junta a outros super-heróis no Universo Cinematográfico da Marvel para formar os Vingadores. Na vida real, Evans se juntou ao diretor e ator Mark Kassen e ao empresário da área de saúde e filantropo Joe Kiani para lançar um site e aplicativo chamado A Starting Point, com o objetivo de fazer com que os jovens se interessem em aprender mais sobre seus governantes eleitos e questões políticas.

 

Evans e Kassen se encontraram com David H. Freedman da Newsweek via Zoom para falar sobre alguns dos obstáculos que eles tiveram que superar, o sucesso que tiveram até agora e suas ambições para o projeto.

 

CE: Primeiro tivemos que coletar as entrevistas. No primeiro ano e meio antes do lançamento, a maior parte do que fizemos foi ir a Washington, D.C., e bater de porta em porta para tentar coletar essas entrevistas. Precisávamos conquistar confiança.

 

MK: Não sei se você está ciente disso, mas Chris é famoso. Às vezes eu simplesmente esqueço disso, porque eu o conheço há muito tempo e para mim ele é apenas uma pessoa normal. Então, quando fomos para Washington, fiquei surpreso ao ver como as pessoas estavam animadas e nervosas para conhecê-lo. Muitos deles nos disseram que as celebridades costumam vir a Washington para tentar lhes dizer o que fazer. Eles gostaram que estivéssemos pedindo que falassem sobre o que pensam. E gostaram que não estivéssemos apenas procurando as histórias mais emocionantes e sensuais. Pedimos a eles que falassem sobre alguns dos assuntos que são importantes para eles e seus estados, e sobre os quais geralmente não falam.

 

CE: É muito mais fácil agora que as conversas estão se espalhando. Atualmente, estamos recebendo ligações de funcionários eleitos que desejam ser incluídos.

 

NW: Você espera que o A Starting Point possa resolver a polarização extrema entre eleitores e no governo?

 

CE: O site não foi projetado para promover o bipartidarismo. Esta não é uma sessão de terapia para a esquerda e a direita para que todos nós podemos descobrir como cantar ciranda. Foi criado para promover o engajamento dos jovens. Se não conseguirmos que mais jovens votem, nunca teremos um governo que reflita com precisão quem somos como país. Sentimos que a melhor maneira de combater a apatia e promover o engajamento é mostrar todo o espectro de opiniões que existem. Muitas dessas opiniões são diferentes das minhas, mas eu queria manter isso fora disso e deixar que os jovens decidissem por si próprios.

 

MK: Os dois partidos parecem moldar as narrativas que ouvimos em diferentes meios de comunicação. Queríamos que os políticos conversassem conosco sobre os problemas sem as narrativas.

 

CE: Os jovens podem detectar giros jornalísticos tão bem quanto qualquer pessoa. Nosso princípio orientador – e acho que é bastante exclusivo para nós – é que fornecemos essas informações de uma forma totalmente imparcial. O conteúdo vem diretamente de políticos eleitos. Mark teve uma ideia fantástica sobre nossos perfis de políticos diferentes, mas eu fiquei imediatamente cauteloso, porque seria difícil fazer isso sem deixar que nossas próprias opiniões afetassem a maneira como os fazemos. Isso pode ser em parte porque eu sou tão politicamente ativo nas redes sociais e quero ter certeza de nunca deixar que isso se infiltre neste site. Eu estava realmente preocupado com a possibilidade de sermos rotulados como uma espécie de máquina de propaganda esquerdista, que houvesse algum tipo de agenda liberal. Mas isso não aconteceu de forma alguma.

 

NW: Como o A Starting Point irá evoluir nos próximos meses e anos?

 

CE: Estamos acostumados a fazer filmes, onde quando o filme acaba você o lança e não pode fazer nenhum ajuste, você não pode voltar atrás e polir e melhorar. Mas este site é uma coisa viva. Podemos consertar este carro enquanto dirigimos pela estrada. Havia certas coisas que eram de alta prioridade logo no início, incluindo fazer com que autoridades eleitas falassem conosco e chamar a atenção do site. Mas agora que fizemos isso, estamos analisando o que mais podemos fazer.

Estamos pensando nas ideias de Mark sobre perfis ou fazendo outros tipos de mergulhos profundos. Poderíamos levar uma equipe de filmagem e ir ao distrito de uma autoridade eleita e talvez fazer com que essa pessoa lhe mostre tudo, como um minidocumentário. Acho que podemos evitar que isso seja um caminho para o partidarismo; faremos isso com democratas e republicanos. À medida que nos estabelecemos como um lugar confiável para informações honestas e equilibradas, sem rodeios, podemos começar a dobrar um pouco mais os mecanismos para começar a fazer mais perguntas.

 

MK: Não seremos jornalistas investigativos. Mas uma maneira pela qual queremos expandir nossa cobertura é ir além do Congresso para as legislaturas estaduais. Começaremos a fazer isso no próximo ano e gostaríamos de envolver o maior número possível de níveis de governo.

 

CE: Mark também teve a ideia de receber comentários de pessoas influentes que não são autoridades eleitas. Seria um pouco como estabelecer uma pousada online, onde uma celebridade ou outra pessoa pode entrar e fazer uma ação rápida no meio ambiente, por exemplo. Seria uma boa maneira de obter mais visibilidade sobre o que temos aqui. Já falei com algumas pessoas sobre as aparições, embora algumas possam ficar um pouco assustadas em opinar publicamente sobre as questões.

 

MK: Nós apenas temos que ter certeza de que não transformaremos isso repentinamente em entrevistas com pessoas famosas, e que não faremos coisas que as pessoas podem conseguir em outro lugar. Só temos que continuar tentando coisas diferentes para ver o que funciona.

 

NW: Vocês já pensaram em sair da política?

 

CE: Sim. Eu adoraria fazer qualquer coisa que visasse fornecer informações concisas diretamente daqueles que estão mais informados ou mais envolvidos em um determinado tópico, seja ciência, economia ou história. A essência deste site é entender quem está no cargo, independentemente do nível de especialização em uma área, porque ele está votando em coisas que vão mudar sua vida. Mas quando você está conversando com autoridades eleitas sobre a economia, às vezes você não consegue deixar de pensar: não deveríamos estar falando com um economista sobre isso? Ou pode ser esportes. Como se você pudesse fazer com que LeBron James lhe ensinasse o ataque do triângulo. Há um milhão de maneiras pelas quais isso poderia evoluir e, para ser honesto, a maioria delas provavelmente seria mais empolgante do que a política.

 

MK: Fomos abordados por pessoas da área de finanças, onde todos nós lutamos para descobrir algumas coisas. Como aplicamos nossos princípios orientadores a isso ou a outras áreas, como a saúde? Estamos tentando entender onde podemos ser úteis e, à medida que isso cresce, continuaremos a desenvolver esses casos.

 

CE: Temos sorte de sermos autofinanciados, o que nos livra do tipo de pressão que outras empresas têm para fazer o que funciona para seus resultados financeiros. Temos a liberdade de seguir nosso próprio ritmo e descobrir o que será mais benéfico. Uma coisa que realmente queríamos fazer desde o início era criar formas de envolvimento pessoal em eventos. Essa é uma ótima maneira de deixar as pessoas entusiasmadas. Mas acabamos tendo que lançar durante uma pandemia, então tivemos que deixar isso de lado. Mas estamos olhando de novo agora.

 

 

Abaixo vocês encontram as fotos em HQ do ensaio para a Newsweek:

PHOTOSHOOTS & PORTRAITS > PROFISSIONAL > 2021 > NEWSWEEK

001~0.jpg001~0.jpg002~0.jpg002~0.jpg

 

Tradução: Amanda Gaia – Equipe CEBR

Fonte: Newsweek