À partir de agora, todas as notícias relacionadas ao Chris Evans, sejam elas fotos ou entrevistas, por exemplo, serão postadas em nossas redes sociais. O site será para fins de divulgação de fotos e das redes sociais do CEBR. Acompanhe a seguir!
postado por Sara Teles e categorizado como Uncategorized
01.08.2020

O ex-super-herói Chris Evans está em um novo ritmo durante a pandemia: ele está de olho na política.

O ator (ou Capitão América, ahem), dedicou-se ao lançamento de seu novo site, A Starting Point, que visa criar uma ponte entre o público e autoridades eleitas em diversas áreas, desde a reabertura da economia em meio a Covid-19 até votação por correio. Além de incentivar democratas e republicanos a debaterem (civilmente) entre si, o site convida autoridades eleitas a enviar suas opiniões sobre tópicos importantes – geralmente em um minuto ou menos – em um vídeo chamado Daily Points.

Andrea Mandell, do USA TODAY, conversou com o ator na quinta-feira, quando apareceu no Zoom em sua casa na área de Boston (onde ele está em quarentena com seu cachorro, Dodger) enquanto o presidente Obama elogiava John Lewis. Evans, 39, fala sobre como ele provou aos membros do Congresso que o site era para valer, porque ele nunca teve um Instagram privado e como ele está se preparando para fazer um “mano a mano” com Ryan Gosling em seu próximo grande filme de ação.

USA TODAY: Oi! Espere, vou fazer uma pausa no presidente Obama.

Chris Evans: Eu conheço essa voz, cara.

UT: Vamos por partes, como está seu cachorro fofo Dodger se recuperando da cirurgia?

Evans: Ele está muito bem. Tirei o cone por um tempo só para dar uma pausa e ele aguentando bem. (Ele teve) cirurgia de substituição do quadril. Ele já está trotando, o que estou tentando impedir, mas sim, ele ficará bem.

UT: Você foi ao Capitólio várias vezes para conseguir que os políticos participem do A Starting Point, que os levou a participar de debates sobre grandes questões como direitos de voto, tornando a faculdade acessível e a regulação bancária. Como uma reunião de Hollywood difere de uma reunião em Washington?

Evans: Você certamente sente que eles não precisam de muito de você: eles estão ocupados, você tem sorte que eles reservam um tempo para você. Eles não estão sendo rudes ou desrespeitosos, mas certamente parece que a agenda está cheia. E então você realmente tenta obter o que precisa o mais rápido possível e depois … Ei, Dodge! (Evans chama o cachorro para sair da câmera.) Não, não, não. Ele está lambendo sua ferida. (Tom de aviso) Não faça isso, amigão, o cone vai ter que voltar.

Nas reuniões de Hollywood, eles geralmente fazem você se sentir muito único e especial e tentam realmente te ajudar um pouco. E em Washington, acho que eles são um pouco mais diretos. Mas é legal! Parece mais autêntico.

UT: O site conta com políticos dispostos a participar. Você diria que mais democratas disseram sim do que republicanos até agora?

Evans: Curiosamente, no começo, tínhamos muito mais republicanos. (Desde então) para ser honesto, tem sido meio que dividido no meio.

UT: Quem é o convidado político dos seus sonhos para o A Starting Point?

Evans: Eu adoraria o homem que estava falando (se referindo a Obama), o que estava fazendo a homenagem a (John Lewis). Mas isso é uma tarefa difícil.

UT: Você tem uma conta no Twitter há muito tempo, mas ingressou no Instagram em abril, na época em que originalmente lançaria o site. Você gosta disso? Você já teve um Finsta (instagram privado) antes?

Evans: O que é um Finsta?

UT: Como uma conta falsa do Instagram, um identificador secreto.

Evans: Ah, não, eu não tinha. Eu só estava no Twitter. Sem Finsta. Então eu fiz o Instagram verdadeiramente para este site. Minha equipe apenas disse: ‘Olha, Chris, eu sei que você não é um cara do Instagram, mas é aí que todos estão, há muitos jovens que você seria um tolo por não usá-lo’. Não passo muito tempo nisso, para ser sincero, lendo comentários e coisas assim. Até no Twitter, eu costumava passar o tempo lendo respostas e até isso deixei de fazer. Você nunca fica feliz por ler o comentário. Você nunca fica tipo, ‘Cara, fico feliz por ter passado algum tempo lendo essas coisas horríveis’. Eu acho que acabei de superar o desejo de olhar.

UT: O site parece estar adotando uma abordagem prática para monitorar o que os políticos dizem e sinalizar informações erradas. Como você está planejando lidar com isso daqui para frente?

Evans: Temos verificadores de fatos. Terceirizamos para uma empresa chamada Countable na primeira seção, chamada Pontos de partida. Portanto, se você está procurando informações que são realmente examinadas, nós temos isso. (Para outras seções), será muito difícil permanecer à tona em termos de verificação de fatos. Cabe aos políticos ser honesto, como fariam em qualquer outra plataforma.

UT: Você se sente um pouco mais livre para entrar na política agora que seu tempo com o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) acabou?

Evans: Uh, não. Eu era muito vocal, mesmo quando estava fazendo as coisas do MCU. Eu não era tímido sobre isso. Eu realmente nunca coloquei minha vida profissional contra ao que eu sentia paixão, ainda mais sobre coisas que acho que vale a pena. Se acho que há algo que posso fazer para ajudar ou esclarecer uma questão que merece atenção, farei isso.

UT: Você já voltou ao trabalho? Você esteve em Londres recentemente.

Evans: Não – além do site, que provavelmente foi mais trabalho do que eu já fiz em qualquer set de filmagem. Havia algumas coisas de trabalho por lá, mas não, eu não estou filmando nada. As pessoas ainda estão participando de reuniões. Estamos conversando muito sobre o trabalho, sobre quando o trabalho vai começar.

UT: Falando nisso, acabaram de surgir as notícias de que você está estrelando o thriller de espionagem da Netflix de grande orçamento “The Grey Man”, ao lado de Ryan Gosling, que o reunirá com seus diretores de ‘Vingadores: Ultimato’, os irmãos Russo. Você diria que está em boa forma agora ou mais em quarentena?

Evans: A quarentena prestou bastante para me fazer a entrar em forma. Não há mais nada a fazer. Eu, como a maioria das pessoas, quando na quarentena começou, fiquei tipo ‘Ah, eu devo comprar alguns pesos online’. E, aparentemente, todos os pesos nos Estados Unidos da América foram comprados, e tentar conseguir alguns halteres levaria seis meses. Então, tem sido um monte de exercícios do tipo Rocky, levantando apenas objetos pesados em minha casa.

UT: Eu também tentei pedir pesos e fui enviado um só. De um par.

Evans: Foi exatamente isso que aconteceu comigo! Esperei seis semanas por esses pesos e depois um apareceu. Eu estava tipo, você está brincando comigo? Tão deprimente.

UT: Como você está lidando com algum estresse ou ansiedade durante esse período?

Evans: A quarentena em si não é tão estranha para mim. Eu nunca saio de casa de qualquer maneira. O estresse do COVID em geral, o país e a política estão bastante emaranhados no site para mim. Portanto, quando sinto a ansiedade conectada a essas coisas, tento imediatamente canalizá-la para o site, porque acho que de alguma maneira o site pode criar participação e ajudar a atenuar o sentimento de desamparo.
Esse é o verdadeiro núcleo do estresse, na minha opinião. Sempre houve tempos desafiadores no mundo, e parece avassalador quando parece que não há nada que você possa fazer. O estresse se transforma em apatia, e isso é perigoso; que tem alguns efeitos a jusante reais perniciosos.

UT: Você está usando a cozinha atrás de você para cozinhar em quarentena? Como estão suas habilidades culinárias?

Evans: Ah, terrível. Mas meu irmão ficou aqui por um tempo durante a quarentena, e suas habilidades culinárias são fantásticas. Na verdade, estou tentando convencê-lo a voltar porque preciso de uma refeição caseira.

**

Tradução: Amanda Gaia 

Créditos: CEBR 

Fonte: USA Today 

relacionado
17.08.2020
relacionado
06.08.2020
relacionado
23.07.2020
relacionado
16.07.2020
comente a postagem!